Mundo

Cães que estavam encurralados em La Palma resgatados por grupo misterioso

LA PALMA LOCAL GOVERMENT / VOLCA

A "Equipa A", que tem sido elogiada nas redes sociais, violou os limites que as autoridades impuseram em torno das zonas afetadas pelo vulcão.

Os três cães estavam encurralados há duas semanas após a erupção do vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma. As autoridades pretendiam resgatar os animais recorrendo a drones, mas já não foram a tempo. Um grupo misterioso, intitulado "A Team" (Equipa A) resgatou e devolveu os cães ao dono, um caçador de 70 anos.

A empresa Aerocamaras preparava-se para resgatar os cães, quando se deparou com uma mensagem inscrita num cartaz: "Força, La Palma, os cães estão bem. Equipa A". A imagem tem circulado nas redes sociais e leva muitos internautas a questionar como é que o grupo conseguiu resgatar os animais.

A equipa misteriosa, que tem sido elogiada nas redes sociais, violou os limites que as autoridades impuseram em torno das zonas afetadas pelo vulcão.

A única forma de chegar à zona do reservatório seria passar por cima de alguns dos fluxos de lava que, segundo as medições feitas na quarta-feira pelos drones da Aerocamaras, atingiam 160ºC em algumas áreas. Contudo, também havia zonas frias, que permitiam o trânsito humano com uma câmara termográfica.

A empresa de drones, que já tinha autorização do Governo espanhol para o resgate, retirou-se do local após confirmar que os cães não se encontravam mais na zona e que haviam pegadas humanas em torno do reservatório.

Os animais ficaram presos no Município de Todoque depois da lava ter destruído a localidade e permaneceram encurralados num reservatório, rodeado por lava e cinzas.

Como o resgate por via terrestre não era possível, devido aos riscos inerentes à erupção, que continua ativa, autoridades estipularam o resgate com recurso a drones.

O resgate por helicóptero não seria possível, porque o gás quente emanado da lava podia danificar os rotores.

VEJA TAMBÉM: