Mundo

Tripulantes a bordo do avião militar que caiu na Noruega morreram 

19.03.2022 08:18

FILE – A U.S. Marine Corps Osprey aircraft taxies behind an Osprey carrying members of the White House press corps at Andrews Air Force Base, Md., on April 24, 2021. Norwegian authorities are searching for a U.S. Marine Corps aircraft that went missing during a training exercise. Norway’s military says the Marine Osprey was reported missing Friday night. March 18, 2022, when it did not make a scheduled arrival at the Arctic Circle municipality Bodø. (AP Photo/Patrick Semansky)

Quatro tripulantes seguiam na aeronave ao serviço da NATO.

Morreram os quartos tripulantes que seguiam a bordo do avião norte-americano que caiu no norte da Noruega, na sexta-feira, de acordo com as autoridades locais.

O primeiro-ministro norueguês confirmou que os militares eram cidadãos norte-americanos e que o incidente não está relacionado com a guerra na Ucrânia.

Jonas Gahr Store disse que os militares participavam no exercício “Cold Response 2022”, que visa testar a capacidade da Noruega de receber reforços externos em caso de agressão por um país terceiro.

“As nossas mais sinceras condolências vão para as famílias dos soldados, familiares e companheiros de unidade”, escreveu o chefe do governo de Oslo na rede social Twitter.

A causa da morte está a ser investigada.

O avião MV-22B Osprey pertencia ao Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos da América e estava a realizar exercícios militares, quando caiu numa zona remota da Noruega.  

Trata-se de um avião que pode fazer descolagens e aterragens verticais, e que é utilizado principalmente no transporte de tropas e equipamento de apoio a ataques anfíbios.

Os tripulantes faziam parte dos 30 mil soldados das forças da NATO que participam no exercício Cold Response. 

SAIBA MAIS:

Últimas Notícias