Mundo

Salman Rushdie corre perigo de vida: ainda não se sabe o motivo do ataque, mas há uma suspeita

Loading...
O autor do ataque já foi formalmente acusado.

O autor do ataque ao escritor Salman Rushdie já foi formalmente acusado de tentativa de homicídio e agressão. Está detido sem fiança.

A polícia identificou o suspeito como Hadi Matar, um homem de 24 anos de Nova Jérsia, de origem libanesa, que comprou um passe para o evento.

O escritor, atacado na sexta-feira durante um evento literário em Nova Iorque, ainda corre perigo de vida. Foi esfaqueado no pescoço e no abdómen. De imediato foi levado para o hospital, onde está ligado a um ventilador. O agente literário diz que Salman tem ferimentos graves num olho, no braço e no fígado.

Ainda não se sabe o que motivou o ataque, mas há uma suspeita. O escritor, de 75 anos, foi ameaçado de morte pelo Irão no final dos anos 80, quando lançou o livro “Versículos Satânicos”.

O ayatollah Khomeini, na altura líder supremo do Irão, decretou uma sentença de morte contra Rushdie e oferecia mais de três milhões de euros a quem o matasse. Por causa disso, viveu uma década escondido.

O Irão ainda não se pronunciou publicamente sobre o caso. O grupo armado libanês Hezbollah, que é apoiado pelo Irão, diz que nada sabe sobre o motivo do ataque.

Os media conservadores iranianos enaltecem o atacante, classificando-o como um “bravo e corajoso defensor do Islão”.

Últimas Notícias
Mais Vistos