Mundo

Mais de mil mortos devido a inundações no Paquistão

Loading...

Cerca de um milhão de casas ficou destruída ou muito danificada.

Pelo menos 119 pessoas morreram, nas últimas 24 horas, no Paquistão, devido às inundações causadas por chuvas torrenciais das monções, anunciaram este domingo as autoridades.

Estes óbitos elevaram o número total de vítimas mortais, em inundações causadas pelas chuvas de monções, que começaram em junho, para 1.033, de acordo com o último balanço divulgado pela Autoridade de Gestão de Catástrofes (NDMA) paquistanesa.

Mais de 33 milhões de habitantes, ou um paquistanês em cada sete, foram também afetados pelas inundações e perto de um milhão de casas foi destruída ou muito danificada, referiram os dados governamentais.

Arshad Butt
Arshad Butt

A NDMA indicou que mais de 80 mil hectares de terra cultivada ficaram destruídos e mais de 3.400 quilómetros de estradas e 149 pontes foram levadas pelas águas.

A monção, designação dos ventos sazonais associados à alternância entre a estação das chuvas e a estação seca, entre junho e setembro, é essencial para a irrigação de culturas e reconstituição dos recursos hídricos do subcontinente indiano.

No Afeganistão, as inundações já causaram pelo menos 190 mortes no último mês e mais de três mil casas ficaram destruídas. As dificuldades colocadas pelas chuvas tornam as operações de socorro às vítimas ainda mais complicadas, uma vez que o país tem poucos recursos.

Este ano, o país tem enfrentado vários desastres naturais, entre eles a seca e um sismo que fez mais de 1.000 vítimas em junho.

O Governo Talibã já pediu ajuda à comunidade internacional.

Últimas Notícias
Mais Vistos