Mundo

Deslizamento de terras no norte da Venezuela já provocou mais de 100 mortes

Deslizamento de terras no norte da Venezuela já provocou mais de 100 mortes
YURI CORTEZ
Presidente Nicolás Maduro revela que deslizamento de terras no norte da Venezuela já provocou mais de 100 mortes.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse, esta terça-feira, que o deslizamento de terras no norte do país já provocou mais de 100 mortes.

Maduro visitou a região, esta terça-feira, três dias depois das chuvas torrenciais que provocaram o deslizamento de terras em Las Tejerías.

As autoridades venezuelanas dizem que há mais de 50 pessoas desaparecidas e as equipas de resgate dizem que é pouco provável que se encontre sobreviventes.

Para além das mais de 100 mortes e 50 desaparecidos há centenas de desalojados.

No domingo, fontes consulares disseram à Lusa que dois portugueses, um homem e uma mulher, morreram em Las Tejerías, devido às chuvas torrenciais que afetaram o estado venezuelano de Arágua.

O cônsul honorário de Portugal em Los Teques, Pedro Gonçalves, especificou que dois comerciantes portugueses foram arrastados pelas torrentes de água e de lama.

Por outro lado, explicou que enquanto chovia “os criminosos aproveitaram que a água ia entrando nos imóveis, para roubar. O rio arrastou uma loja de venda de pneus de um português, e há informação de que várias lojas de portugueses foram afetadas, entre elas, um talho, uma padaria, lojas de ferragens e de perfumaria”, indicou.

O Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou condolências às famílias e aos amigos dos dois portugueses.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Paulo Cafôfo, partiu, esta terça-feira, para a Venezuela para acompanhar a situação da comunidade portuguesa no país.

Últimas Notícias