Mundo

PM irlandês considera urgente resolver questões pendentes do Brexit

PM irlandês considera urgente resolver questões pendentes do Brexit
STEPHANIE LECOCQ

Primeira-ministra britânica demitiu-se ao fim de seis semanas à frente do Governo britânico.

O primeiro-ministro irlandês, Micheál Martin, defendeu que assinar um acordo para aplicar o Protocolo da Irlanda do Norte negociado no âmbito do 'Brexit' é "ainda mais urgente" agora que a sua homóloga britânica, Liz Truss, se demitiu.

Martin aproveitou a demissão de Truss para recordar as questões pendentes do 'Brexit' (saída do Reino Unido da União Europeia) que afetam ambos os países, já que o protocolo, incluído nos acordos da saída britânica do bloco comunitário, continua por aplicar devido às apreensões de Londres que, sob o curto mandato de Liz Truss, não deu qualquer tipo de passo nem para alcançar um pacto definitivo com Bruxelas, nem para pôr termo aos compromissos assumidos.

O chefe do Governo da Irlanda afirmou também que os executivos irlandês e britânico têm entre as suas "responsabilidades vitais" apoiar "a paz e a estabilidade" na Irlanda do Norte, cimentada nos Acordos de Sexta-Feira Santa de 1998.

A Irlanda do Norte precisa neste momento de um Governo operacional, entre outras questões devido às dúvidas relacionadas com o protocolo, observou.

"O Reino Unido é o vizinho mais próximo da Irlanda, e uma relação de cooperação entre os Governos é vital para a paz e a prosperidade nas ilhas. Continuo empenhado em trabalhar com o Governo britânico neste espírito", frisou Martin.

Últimas Notícias
Mais Vistos