Mundo

Duas mulheres morrem em ataque de crocodilo durante o banho em Moçambique

Duas mulheres morrem em ataque de crocodilo durante o banho em Moçambique
Canva
Os casos ocorreram durante o fim-de-semana nos distritos de Chemba e Caia.

Duas mulheres morreram em ataques de crocodilos no rio Zambeze, na província de Sofala, centro de Moçambique, anunciou esta segunda-feira fonte oficial.

Os casos ocorreram durante o fim-de-semana nos distritos de Chemba e Caia, disse Marilto Peralto, porta-voz da polícia, citado esta segunda-feira pela Rádio Moçambique.

O porta-voz referiu que muitas pessoas têm recorrido às margens para se refrescar devido ao calor e pediu pedindo à população que seja “prudente” e “responsável” para “evitar novos ataques”.

Os incidentes com animais selvagens são comuns nas zonas rurais em Moçambique e as margens de rios acarretam um risco acrescido.

De acordo com os dados oficiais mais recentes, de 2020, um total de 97 moçambicanos morreram e 66 ficaram feridos só nos ataques registados (há muitos que não chegam a ser reportados) de animais selvagens, a maioria por crocodilos, segundo a Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC).

Os crocodilos atacam sobretudo nas províncias de Tete e Zambézia e foram responsáveis por 76 óbitos, equivalente a três quartos das mortes.

De acordo com o organismo, os crocodilos mataram mais pessoas em fevereiro, janeiro e dezembro, meses da estação das chuvas, que em Moçambique decorre de outubro a março.

Últimas Notícias