Mundo

Protesto contra inflação resulta em confrontos com polícia à porta do Parlamento grego

Loading...

O setor dos transportes entraram em greve por 24 horas.

O aumento do custo de vida e o impacto do preço da energia na Grécia provocou um descontentamento generalizado. Esta quarta-feira, milhares de cidadãos saíram às ruas e juntaram-se à porta do Parlamento grego, onde entraram em confrontos com agentes da polícia.

Os manifestantes lançaram cocktails molotov e pedras contra a polícia, que ripostaram ao lançar gás lacrimogéneo para dispersar a multidão.

Trabalhadores do setor dos transportes aderiram a uma greve de 24 horas para exigirem aumentos salariais, para combater a inflação e o aumento do custo de vida

As viagens de ferrie no maior porto do país foram suspensas esta quarta-feira, visto que parte da tripulação aderiu à greve de 24 horas, assim como os taxistas e motoristas de transportes públicos.

O Governo grego aumento o salário mínimo duas vezes desde janeiro e está atualmente nos 713 euros. Para além disso, comprometeu-se a aumentar o salário no próximo ano, assim como o valor das pensões, como forma de colmatar o golpe da crise atual.

O Governo de Kyriakos Mitsotakis gastou mais de 9 mil milhões de euros desde setembro de 2021 em subsídios de energia e outras medidas para aliviar o impacto do aumento dos custos e combustível para agricultores, famílias e empresas.

Os sindicatos exigem um aumento salarial substancial e a restauração das leis laborais abolidas ao longo dos anos.

Últimas Notícias
Mais Vistos