Mundo

Polícia turca identifica cidadã síria como autora do atentado de Istambul

Turquia acusa os curdos do PKK e do YPG do atentado no domingo que fez pelo menos seis mortos e mais de 80 feridos.

A polícia turca anunciou esta segunda-feira que a principal suspeita do atentado que fez seis mortos no domingo, em Istambul, é uma cidadã síria que terá recebido em Kobane, Síria, ordens do PKK para colocar a bomba.

De acordo com as estações de televisão da Turquia, a Direção de Segurança de Istambul disse que a mulher, detida poucas horas depois da explosão, chama-se Ahlam Albashir.

Alertamos que o vídeo contém imagens violentas.

Loading...

O organismo refere igualmente que a suspeita foi "instruída" pelo Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), em Kobane, no norte da Síria, a levar a cabo o atentado de domingo.

O PKK é um dos principais alvos da Turquia na zona de fronteira do Iraque e da Síria estando o partido proibido em território turco.

Detidos 22 suspeitos de atentado em Istambul

O ministro do Interior turco anunciou hoje a detenção de 22 suspeitos do atentado bombista que causou pelo menos seis mortos, no domingo, na rua comercial Istiklal, em Istambul. O ataque não foi reivindicado mas o Governo turco responsabiliza os curdos do PKK.

Entre estes suspeitos detidos conta-se a pessoa que alegadamente colocou o explosivo, disse Suleyman Soylu.

"A pessoa que colocou a bomba foi presa (...) De acordo com as nossas descobertas, a organização terrorista PKK [Partido dos Trabalhadores do Curdistão, ilegalizado] é responsável" pelo ataque, acrescentou Soylu, citado pela agência de notícias oficial turca Anadolu e pelas estações de televisão locais.

O ministro também acusou as forças curdas que controlam a maior parte do nordeste da Síria, consideradas terroristas por Ancara, de estarem por detrás do ataque.

"Acreditamos que a ordem do ataque foi dada a partir de Kobane", indicou.

Na batalha de Kobane, em 2015, as forças curdas conseguiram repelir o grupo extremista Daesh. A cidade está sob controlo das Forças Democráticas Sírias (SDF), das quais as Unidades de Proteção Popular (YPG), com base no PKK, são uma componente importante.

Últimas Notícias