Mundo

Presidente Carter "pediu-me para fazer o seu elogio" fúnebre, confidencia Biden

Presidente Carter "pediu-me para fazer o seu elogio" fúnebre, confidencia Biden
SARAH SILBIGER

Antigo presidente dos EUA anunciou no mês passado que iria passar a receber cuidados paliativos para passar o tempo que lhe resta em casa com a sua família.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse esta terça-feira que irá fazer o elogio fúnebre do antigo chefe de Estado Jimmy Carter, a pedido deste, que permanece sob cuidados paliativos na sua casa no estado norte-americano da Georgia.

Biden fez esta confidência durante um jantar de angariação de fundos na Califórnia, na segunda-feira à noite, no qual lembrou uma recente visita que fez ao 39.º Presidente dos Estados Unidos."Pediu-me para fazer o seu elogio", afirmou Biden, antes de admitir: "Desculpem, não devia dizer isto".

Jimmy Carter é o Presidente dos Estados Unidos mais velho ainda vivo

Na intervenção, Biden recordou que conhece o ex-Presidente desde o início da sua carreira política, quando era um jovem senador de Delaware e foi um dos primeiros representantes do Partido Democrata a apoiar Carter na sua corrida presidencial em 1976. Jimmy Carter - que aos 98 anos é o Presidente dos Estados Unidos mais velho ainda vivo - anunciou em 18 de fevereiro que gostaria de passar os seus últimos dias em casa, a receber cuidados paliativos.

O Carter Centre, em Atlanta, Georgia, e os membros da família do ex-presidente não divulgaram pormenores sobre o estado de saúde, embora Biden tenha feito alusão ao diagnóstico de cancro de Carter, que lhe foi feito em 2015, e à subsequente recuperação. Joe Biden e a primeira-dama Jill visitaram Carter e a sua mulher, Rosalynn, que agora tem 95 anos, na residência do casal, em Plains, na Georgia, alguns meses depois de Biden ter chegado à Casa Branca, em 2021.

Bill Clinton e Barack Obama não tiveram relacionamentos próximos com Carter

Carter cumpriu apenas um mandato (1977-1981) e acabaria por perder a disputa com Ronald Reagan, um antigo ator de Hollywood e senador republicano, quando se candidatou à reeleição, em 1980. Os anteriores Presidentes democratas Bill Clinton e Barack Obama não tiveram relacionamentos próximos com Carter.

Nos últimos anos, à medida que o trabalho humanitário global do casal Carter se foi consolidando, os dirigentes democratas reaproximaram-se do ex-Presidente. Alguns membros da família Carter confirmaram que o ex-Presidente terá um funeral de Estado em Washington, antes de uma cerimónia fúnebre privada, que terminará com o enterro em Plains.

Por tradição, ex-presidentes ou o Presidente em exercício costumam falar nos funerais de Estado dos seus antecessores. Em 2007, Carter fez o elogio fúnebre do republicano Gerald Ford, o adversário que derrotou para ganhar a Presidência. Quando George H. W. Bush morreu, em 2018, Donald Trump compareceu como Presidente em exercício, mas o único político a falar na Catedral Nacional de Washington foi o filho mais velho de Bush, também ex-Presidente, George W. Bush.