Olhares pelo Mundo

Seca severa deixa a descoberto pegadas de dinossauro com 113 milhões de anos

Loading...

Os vestígios foram encontrados no Dinosaur Valley State Park, nos Estados Unidos.

A seca extrema secou parte de um rio no estado norte-americano do Texas e revelou um conjunto de pegadas de dinossauro com mais de 113 milhões de anos. Os vestígios foram agora descobertos no Dinosaur Valley State Park, a sudoeste de Dallas. Segundo os especialistas são de Acrocantossauro e Sauroposeidon, espécies de dinossauros carnívoros de grandes dimensões.

Stephanie Salinas Garcia, porta-voz do parque arqueológico, explicou: "A maioria das pegadas que foram recentemente descobertas em diferentes partes do rio, no parque, pertencem ao Acrocanthosaurus. Este era um dinossauro que teria, quando adulto, cerca de 4,5 metros de altura e perto de sete toneladas", disse à CNN.

Além do Acrocantossauro, a seca do rio também deixou a descoberto pegadas da espécie Sauroposeidon, que teria cerca de 18 metros de altura e 44 toneladas.

De acordo com Stephanie Garcia, a seca fez com que o rio secasse completamente na maioria dos locais, o que permitiu que mais trilhos fossem descobertos no parque. "Em condições normais, estas pegadas mais recentes estariam debaixo de água e são comummente preenchidas com sedimentos, tornando-as enterradas e não tão visíveis", acrescentou.

As marcas foram, assim, preservadas pela presença da água e pelos sedimentos de argila e calcário existentes no local. As pegadas descobertas juntam-se a outras já encontradas na região.

O parque onde foram descobertos os novos trilhos de dinossauro fica numa zona onde há milhões de anos existia mar.

Em vários pontos do mundo, a seca severa tem deixado a descoberto vários vestígios arqueológicos. Na Europa, foi recentemente descoberta uma bomba da Segunda Guerra Mundial no leito do rio Pó, em Itália, que está sem água em vários locais.

Últimas Notícias
Mais Vistos