Olhares pelo Mundo

Da ficção para a realidade: chefs convidados a criar pratos com frango de laboratório nos Estados Unidos

Loading...

Comer carne sem ter de matar um animal poder ser em breve uma realidade nos restaurantes norte-americanos. A companhia Upside Foods recebeu luz verde da FDA, agência norte-americana que regula a alimentação e os medicamentos.

A carne produzida em laboratório pode chegar este ano às mesas dos restaurantes nos Estados Unidos. A companhia Upside Foods obteve a autorização da FDA, agência norte-americana que regula a alimentação e os medicamentos, em novembro do ano passado, e está a promover uma iniciativa para convencer os consumidores. Chefs conceituadas foram convidados a elaborar pratos com frango de laboratório.

A companhia Upside Foods, da Califórnia, aliou-se a outras empresas que produzem carne em laboratório e contactaram chefs como o argentino Francis Mallmann e o espanhol José Andrés para disponibilizarem o produto no menu dos seus restaurantes.

O objetivo é conquistar consumidores e os futuros compradores do produto, que até agora tinha sido aprovado apenas em Singapura. Com a luz verde nos Estados Unidos, a Upside Foods e outras empresas que aguardam o aval da FDA querem chegar à mesa dos restaurantes ao longo deste ano.

Esta carne artificial deriva de um conjunto de células de animais, é desenvolvida com nutrientes em tanques de aço designados por biorreatores. Quem provou diz que o sabor é igual ao do frango tradicional, mas a carne tem um tom mais uniforme quando está crua.

A FDA considerou a carne produzida pela Upside Foods segura para consumo humano. A empresa já há quatro anos que esperava por esta autorização. Outras empresas, como a também californiana a Good Meat, a holandesa Mosa Meat e a israelita Believer Meats estão igualmente em negociações com a agência norte-americana.

A produção de carne em laboratório reduz o impacto ambiental da pecuária, responsável por 14,5% dos gases de efeito estufa, segundo dados das Nações Unidas

As questões ecológicas motivam também muitos consumidores, por isso a empresa Upside Foods espera conseguir colocar o produto nos supermercados dentro de três a cinco anos, disse à agência Reuters o presidente da empresa, Uma Valeti.

"Podemos ver o que está a acontecer à nosso volta, em todos os países do mundo. O nosso planeta está em crise", disse à Reuters o chef José Andrés, conhecido pelo trabalho na área da segurança alimentar. Andrés acrescentou que tencionar incluir carne de laboratório no menu do seu restaurante devido aos seus benefícios ambientais.


Últimas Notícias
Mais Vistos