Opinião

"Tenho muitas dúvidas que Centeno vá até ao fim da legislatura como ministro das Finanças"

"Tenho muitas dúvidas que Centeno vá até ao fim da legislatura como ministro das Finanças"

A opinião de José Gomes Ferreira sobre as críticas de António Costa à proposta do Eurogrupo.

O primeiro-ministro António Costa admite divergências com o Eurogrupo, mas não com o presidente Mário Centeno, ministro das Finanças.

José Gomes Ferreira defende que o tom que António Costa usou para criticar a proposta do Eurogrupo é semelhante a "um professor a dar uma ordem a um aluno" e que é quase uma ordem.

Destaca também a altura em que as críticas foram feitas, a um dia útil da apresentação do Orçamento do Estado, um documento assinado por Mário Centeno.

O jornalista da SIC diz que é uma das declarações políticas "mais fortes" do primeiro-ministro ao seu ministro das Finanças e que está a declarar "uma guerra aberta".

José Gomes Ferreira considera que a situação revela mau estar numa relação que está "inquinada", e mostra dúvidas perante o futuro de Mário Centeno à frente do Ministério das Finanças.

"Tenho muitas dúvidas que Mário Centeno vá até ao fim da legislatura como ministro das Finanças."