País

O que é uma hérnia umbilical que leva Marcelo a ser operado?

TIAGO PETINGA

Uma hérnia umbilical é uma das formas de hérnias abdominais, geralmente inofensiva. É mais frequente nas crianças mas pode também afetar os adultos.

Como se manifesta


Um hérnia umbilical forma uma protuberância mole próxima do umbigo, numa zona de fraqueza da parede abdominal.

"Durante a gravidez, o cordão umbilical passa através de uma pequena abertura dos músculos abdominais e essa abertura, de um modo geral, encerra logo após o nascimento.

Se os músculos não se unirem de um modo completo na linha média do abdómen, cria-se uma zona de fraqueza que permite a formação da hérnia umbilical no momento do nascimento ou mais tarde", lê-se na descrição do hospital CUF.

O que acontece

O encarceramento do conteúdo da hérnia torna impossível a sua reinserção na cavidade abdominal, o que reduz o fluxo sanguíneo do segmento de intestino afectado, causando dor e lesão dos tecidos.

"Quando o fluxo sanguíneo está completamente interrompido, estamos perante uma hérnia estrangulada que, se não for tratada, causará morte dos tecidos, com infecção que se estende a todo o abdómen e que pode ser fatal".


Como se trata

Geralmente esta hérnia é inofensiva e fecha sozinha. Mas quando tal não acontece, o principal tratamento para uma hérnia umbilical consiste numa cirurgia.

"A cirurgia realizada designa-se por herniorrafia e corresponde ao encerramento da zona de fraqueza da parede muscular".

Quais as causas

No adulto, as causas mais comuns são as que provocam um aumento da pressão abdominal: obesidade, a gravidez, sobretudo a gravidez múltipla, actividades como levantar pesos, a tosse, a obstipação e a realização de cirurgia abdominal.

  • Portugal suspende vistos a iranianos
    2:20