País

"O Mal Entendido: As Doenças a que Chamamos Cancro" vence prémio de jornalismo

A informação da SIC foi novamente premiada. A Grande Reportagem "O Mal Entendido: As Doenças a que Chamamos Cancro" foi distinguida com o Prémio de Jornalismo na área da Dor, promovido pela Fundação Grünenthal e pela Associação Portuguesa para o Estudo da Dor.

Este trabalho, dedicado a compreender melhor a doença que mais tem aumentado em todo o mundo, é assinado por Miriam Alves, Rogério Esteves, Rui Berton e Diana Matias. O grafismo é de Paulo Alves, Rui Aranha e Fernando Ferreira.

Este conjunto de cinco Grandes Reportagens conta também com ilustrações de António Jorge Gonçalves e está disponível, para ver ou rever, no site da SIC Notícias:

"O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro"


Na próxima década, metade da população na Europa Ocidental terá, em algum momento da vida, uma doença oncológica. Mas o cancro será, cada vez menos, uma doença mortal. A medicina e a ciência avançam no diagnóstico, no tratamento e na prevenção. Se aplicássemos o que já sabemos sobre prevenção e diagnóstico precoce, a mortalidade por cancro reduziria mais de 50%. Entender melhor as muitas doenças a que chamamos cancro é um ponto de partida.

Conduzidos por quem vive a doença, por quem a trata e por quem a investiga, procuramos respostas para as grandes perguntas sobre a doença que mais tem aumentado em todo o mundo: o que é o cancro? Qual é a importância da relação entre médico e doente? Como se lida com a notícia e com a incerteza? Que caminhos se trilham nos laboratórios? O que podemos fazer, enquanto sociedade, para reduzir o enorme impacto da doença oncológica?

Com recurso a ilustração e animação,o primeiro capítulo cruza duas grandes viagens: a viagem da ciência e da medicina até às mais recentes conquistas da imunooncologia, que passam por apetrechar o sistema imunitário de cada doente para combater o seu próprio tumor. E a viagem pessoal de um homem que recebeu um diagnóstico de mieloma múltiplo aos 35 anos.

  • O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro - V
    35:11

    Grande Reportagem SIC

    Se aplicássemos o que já sabemos sobre prevenção e diagnóstico precoce, a mortalidade por cancro seria reduzida em mais de 50 %. Mas o que sabemos realmente sobre prevenção? O último capítulo da Grande Reportagem SIC "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" dedica-se àquela que é considerada a primeira arma contra o cancro: a prevenção.

  • O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro - IV
    33:52

    Grande Reportagem SIC

    Por detrás de cada novo tratamento oncológico e de cada nova conquista da medicina, estão décadas de conhecimento acumulado. É a esse trabalho de investigação, tão desconhecido da maioria de nós, que dedicamos o quarto capítulo da série de Grandes Reportagens dedicadas ao cancro, ou melhor, às doenças a que chamamos cancro.

  • O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro - II
    38:44

    Grande Reportagem SIC

    No segundo capítulo deste conjunto de cinco grandes reportagens dedicamo-nos aos números: como se explica o aumento da incidência? Como se prepara o país para dar resposta ao aumento de doentes? Como enfrentar a escalada de preços dos novos medicamentos? Como garantir que todos teremos acesso aos melhores tratamentos? Versão legendada em português

  • O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro - I
    41:14

    Grande Reportagem SIC

    A SIC estreou no dia 8 de Maio, no Jornal da Noite a primeira de cinco Grandes Reportagens sobre a doença que mais tem aumentado no mundo. O cancro já foi uma inapelável sentença de morte e ainda é em tantos casos, mas evolui cada vez mais para doença crónica, possível de controlar. Ainda causa um sofrimento indizível, sim, mas a taxa de cura é cada vez mais animadora. É palavra que ainda custa pronunciar, mas é também no falar que começa o combate e a prevenção. Procuramos resposta para as grandes perguntas, por exemplo, o que é o cancro ou como chegamos aos tratamentos mais avançados, e a que preços. Neste primeiro capítulo, cruzam-se duas viagens: a da ciência e a de um homem a quem aos 35 anos diagnosticaram um cancro. Versão legendada em português