País

Sabe a diferença entre “consumir até” e “consumir de preferência antes de”?

A APED lançou uma campanha que o ajuda a lutar contra o desperdício alimentar e a interpretar os prazos de validade dos alimentos que consome diariamente.

"Saber a diferença, faz a diferença"

No início da semana, a APED - Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição - lançou uma campanha que tem como mote o combate ao desperdício alimentar. Com o apoio institucional da Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar e da Câmara Municipal de Lisboa, a APED manifesta-se “empenhada em minimizar o impacto (do desperdício alimentar), despertando os consumidores para a questão”.

Rafael Marchante

Sabe interpretar os prazos de validade dos alimentos?

As datas de validade são apresentadas de duas formas: “data limite de consumo” – que nos alimentos aparece como “consumir até” e “data de durabilidade mínima”, que pode surgir como “consumir de preferência antes de” ou “consumir de preferência antes do fim de”.

Consumir até – indica a data limite de um produto e como tal, até quando deve ser consumido.

Consumir de preferência antes de – data indicativa de durabilidade mínima identifica por Dia/Mês/Ano. É também a data até à qual o alimento conserva as suas propriedades específicas. O produto pode ser consumido desde que as regras de conservação sejam respeitadas.

Consumir de preferência antes do fim de – data indicativa de durabilidade mínima identificada apenas por Mês/Ano. O produto pode ser consumido desde que as regras de conservação sejam respeitadas.

Aldi, Dia-Minipreço, Ikea, Jumbo, Lidl, e Pingo Doce são algumas das cerca de 1200 lojas em que a campanha está presente.