País

Ministros e funcionários cumprem minuto de silêncio em memória das vítimas de violência doméstica

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou que no dia 07 de março se assinala o dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica.

O primeiro-ministro, António Costa, vários membros do Governo e funcionários da Presidência do Conselho de Ministros cumpriram hoje um minuto de silêncio em homenagem às vítimas de violência doméstica.

A iniciativa, que decorreu à porta do edifício da Presidência do Conselho de Ministros, na Rua Professor Gomes Teixeira, em Lisboa, visou assinalar o dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica.

Alguns dos ministros presentes usaram gravata preta e as ministras, entre as quais a ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva, que propôs a criação do dia de luto nacional, usavam também peças de roupa daquela cor.

O decreto do Governo que institui que em 07 de março se assinala o dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica foi promulgado na sexta-feira pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O dia de luto nacional foi proposto ao Conselho de Ministros pela nova titular das pastas da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, e aprovado pelo Governo na quinta-feira da semana passada.

Hoje, após participar no debate quinzenal, na Assembleia da República, o primeiro-ministro estará a meio da tarde numa reunião de trabalho do Governo com a comissão técnica multidisciplinar para a melhoria da prevenção e combate à violência doméstica.

Depois, no Palácio Paz, em Lisboa, António Costa fará uma intervenção na cerimónia pública de assinatura de protocolos para o reforço dos gabinetes de atendimento a vítimas de violência de género.

Lusa

  • Olhá Festa em Pinhel
    11:51