País

Advogado de homem condenado por violar a filha quis afastar juíza apenas por ser mulher

Notícia SIC

Advogado de homem condenado por violar a filha quis afastar juíza apenas por ser mulher

Pedro Proença, o advogado, entende que a magistrada, por ser mulher e mãe, não seria tão imparcial quanto um juiz homem.

O advogado de um homem condenado por violar a própria filha quis afastar a juíza que analisou o recurso, apenas por ser mulher.

Pedro Proença, o advogado, entende que a magistrada, por ser mulher e mãe, não seria tão imparcial quanto um juiz homem.

A SIC entrou em contacto com Pedro Proença, que recusou prestar esclarecimentos por não ter autorização da Ordem dos Advogados.