País

Partidos lamentam falta de negociação do restante tempo de serviço dos professores

Partidos reagem à recuperação do tempo integral dos professores. 

O Parlamento aprovou esta quinta-feira, na especialidade, a recuperação integral do tempo de serviço dos professores, ou seja, os nove anos, quatro meses e dois dias reclamados pelos sindicatos.

Numa votação da comissão parlamentar de Educação e Ciência, os partidos, à exceção do PS, que votou contra, aprovaram uma nova redação do artigo 1.º do diploma.

Vários partidos lamentam a falta de negociação do restante tempo de serviço.

REUNIÃO DE EMERGÊNCIA DO GOVERNO

O primeiro-ministro convocou para esta sexta-feira de manhã, com caráter de urgência, uma reunião extraordinária de coordenação política do Governo.

A reunião terá lugar na residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, e nela estará presente o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.