País

Revelada nova espécie de dinossauro na Lourinhã

LUSA

Esta espécie vem contribuir para a enorme diversidade de dinossauros saurópodes encontrados em Portugal.

Paleontólogos portugueses e espanhóis descreveram uma nova espécie de dinossauro herbívoro saurópode, cujos fósseis foram recolhidos há mais de 20 anos numa praia da Lourinhã, num artigo científico agora publicado num boletim especializado.

O 'Oceanotitan dantasi' é descrito como sendo um novo género e uma nova espécie de dinossauro saurópode no artigo "Um novo saurópode macronário do Jurássico Superior de Portugal", publicado na quarta-feira no "Journal of Vertebrate Paleontology", a que a agência Lusa teve esta sexta-feira acesso.

Um dos autores, Pedro Mocho, do Instituto Don Luiz da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e da Sociedade de História Natural de Torres Vedras, disse à Lusa que, enquanto outros saurópodes já conhecidos atingem grandes dimensões, este animal chamou a atenção dos investigadores "pelo seu tamanho mediano".

As características morfológicas encontradas neste herbívoro "colocava-o fora dos grupos do Jurássico Superior e assemelhava-o a formas do Cretáceo", explicou.

Esta espécie vem contribuir para a enorme diversidade de dinossauros saurópodes encontrados em Portugal com 150 a 145 milhões de anos, pertencentes ao período do Jurássico Superior.

Os autores do estudo escolheram o nome 'Oceanotitan dantasi', em alusão à costa atlântica, onde foram encontrados os fósseis, à música "oceania" da cantora islandesa Björk e ao paleontólogo português Pedro Dantas, um dos responsáveis pelo renascimento da paleontologia de vertebrados em Portugal nos anos 90 do século XX e então paleontólogo do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa.

O estudo em que é descrita a nova espécie é também subscrito pelos espanhóis Rafael Royo-Torres, investigador do Museu Aragonês de Paleontologia, e Francisco Ortega, da Universidade Nacional de Educação à Distância de Madrid e da Sociedade de História Natural de Torres Vedras.

Os achados deste dinossauro agora estudado foram feitos em 1996 nas arribas da praia de Valmitão, concelho da Lourinhã, por José Joaquim dos Santos, um cidadão de Torres Vedras que, nos seus tempos livres de carpinteiro, se ocupa a encontrar fósseis de dinossauro e outros animais nas arribas.

Durante mais de 20 anos, José Joaquim dos Santos recolheu alguns milhares de fósseis pertencentes a dinossauros, tartarugas, crocodilos, peixes e até tubarões, cuja coleção foi vendida em 2009 à Câmara de Torres Vedras, para vir a expô-los num futuro museu.

A coleção tem vindo a ser estudada desde essa altura por investigadores associados da Sociedade de História Natural de Torres Vedras.

Lusa

  • Votar? É mais praia...
    2:43