País

PJ deteve presidente do IPO e dois autarcas históricos do PS por suspeitas de corrupção e tráfico de influências

PJ deteve presidente do IPO e dois autarcas históricos do PS por suspeitas de corrupção e tráfico de influências

Investigação surge na sequência de um inquérito do Ministério Público sobre prática de corrupção, tráfico de influências e participação económica em negócio.

Durante a operação "Teia", que decorreu esta manhã, a PJ fez 10 buscas domiciliárias, em empresas, autarquias e outras entidades públicas. Autoridades suspeitam da prática reiterada de viciação de procedimentos de contratação pública.

Foram detidas quatro pessoas: o presidente do Instituto Português de Oncologia do Porto, Laranja Pontes, o presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, e a mulher deste, administradora de uma empresa de comunicação, elo de ligação entre todos os envolvidos.