País

Três helicópteros Kamov parados no norte do país vão começar a voar

Os três helicópteros Kamov que estão parados num heliporto no norte do país vão começar a voar. A confirmação foi dada pela Agência Nacional de Aviação Civil, um dia depois do deputado do PSD Duarte Marques ter denunciado, na SIC Notícias, que os aparelhos estavam parados por falta de um certificado de voo.

A ANAC explica apenas que só agora deu a autorização porque havia documentos em falta.

No domingo, o deputado do PSD denunciou este domingo que três Kamov e três helicópteros ligeiros estavam parados num heliporto, no norte do país.

O social-democrata acusou o Governo de "má gestão" e disse que a situação era uma "vergonha".

Duarte Marques garante que um dos helicópteros devia estar a funcionar desde 1 de julho em Ferreira de Zêzere, a cerca 18 quilómetros de Vila de Rei, um dos concelhos mais afetados pelos incêndios deste fim de semana no centro do país.

O deputado diz ainda que os três Kamov parados são as "joias da coroa" do combate aos incêndios e, se estivessem a funcionar, a situação teria sido diferente no distrito de Castelo Branco.