País

BE discorda de eventual utilização de militares durante a greve de motoristas

BE discorda de eventual utilização de militares durante a greve de motoristas

A líder do partido afirma que “não há fundamento legal”.

Catarina Martins considera que se os serviços mínimos forem cumpridos, “não há nenhum mecanismo que tenha de ser utilizado”, rejeitando as possibilidades de uma requisição civil ou de colocar militares a fazer o trabalho dos motoristas. A coordenadora do Bloco alerta que esta situação não estará ao abrigo de qualquer fundamento legal caso sejam cumpridos os serviços mínimos.