País

Um dos arguidos da invasão a Alcochete foi identificado pelos jogadores

Um dos arguidos da invasão a Alcochete foi identificado pelos jogadores

Os jogadores ouvidos na 11ª sessão de julgamento lembraram os momentos que viveram no interior do balneário.

Os jogadores do Sporting identificaram ontem um dos arguidos da invasão a Alcochete, como sendo um dos responsáveis por várias agressões.

Bruno Fernandes, por exemplo, chegou mesmo a dizer que teve de contratar segurança pessoal porque tinha medo de andar na rua.

Referiram ainda que alguns dos invasores ficaram à porta do balneário para evitar que alguém tivesse a tentação de fugir. Lembraram a presença do segurança do Sporting para tentar impedir, em vão, a entrada massiva dos adeptos.

"Vamos matar-vos" foram as primeiras palavras proferidas pelo grupo invasor, ameaça repetida vezes sem conta.

Esta quinta-feira, por causa da Liga Europa, os jogadores do plantel do Sporting foram autorizados a adiar o depoimento para a próxima semana.

O dia fica assim destinado à audição do antigo médico do clube, Virgilio Abreu, de Ricardo Vaz, do gabinete de apoio aos jogadores e, por fim, Daniel Podence, jogador do Olympiacos, que à data dos factos pertencia à equipa do Sporting e foi um dos que rescindiu contrato depois da invasão à Academia.