País

Pescador desaparecido no mar em Viana pode ter sido encontrado em França

Homem de 64 anos desapareceu em dezembro ao largo da costa de Viana do Castelo.

O capitão do porto de Viana do Castelo disse hoje à Lusa ter contactado a família de um pescador da cidade, desaparecido no mar em dezembro, na sequência do aparecimento de um corpo na costa oeste de França.

Contactado pela agência Lusa, Sameiro Matias explicou estar em curso uma investigação pelas autoridades policiais francesas, existindo a "possibilidade" de se tratar do homem de 64 anos desparecido em dezembro ao largo da costa de Viana do Castelo.

"Há essa possibilidade, mas nada está confirmado", disse o capitão.

Segundo Sameiro Matias, o corpo foi encontrado em março, tendo as autoridades policias francesas contactado as congéneres portuguesas para auxiliarem nas investigações em curso.

Sameiro Matias referiu que, "face à possibilidade de se tratar do corpo do pescador que desapareceu, em dezembro, ao largo de Viana do Castelo, foi contactada a família do homem de 64 anos".

O capitão do porto de Viana do Castelo revelou que "as autoridades estão a realizar exames e perícias para determinar a identidade do corpo".

O pescador de Viana do Castelo foi dado como desaparecido no dia 28 de dezembro quando se encontrava a pescar ao largo de Viana do Castelo.

Na altura, Sameiro Matias acrescentou que o alerta foi dado pela mulher do pescador, após ter tentado o contacto com o marido para o telemóvel, mas sem sucesso.

O capitão disse que "o barco de recreio" onde o homem estaria a fazer pesca desportiva foi encontrado, "sem ninguém no seu interior", apenas com os telemóveis e outros pertencentes, sendo que o pescador teria "caído à água".

As buscas decorreram durante três dias, sem sucesso.