País

CDS diz que não cabe a Marcelo coordenar o Governo

JOÃO RELVAS

Depois de Marcelo sair em defesa de Costa e "puxar o tapete" a Centeno.

O líder do CDS disse esta quarta-feira que a coordenação política no Governo é da competência do primeiro-ministro e que, existindo descoordenação, a culpa é de António Costa, que deverá assumir a responsabilidade.

“A avaliar pelos rasgados elogios que lhe fez nos últimos quatro anos, nenhum português diria que seria difícil ao primeiro-ministro entender-se com o ‘Ronaldo das Finanças’”, escreveu Francisco Rodrigues dos Santos no Facebook.

Diz ainda que cabe ao primeiro-ministro esclarecer se mantém a confiança política em Centeno e informar os portugueses da sua decisão.

Em reação às declarações de Marcelo Rebelo de Sousa, que disse que Costa "esteve muito bem" ao dizer que a transferência para o Novo Banco só deveria ser autorizada depois de se conhecerem as conclusões da auditoria em curso, Francisco Rodrigues dos Santos diz que não cabe ao Presidente coordenar o Governo.

“Seria prudente que neste processo o Presidente da República zelasse pelo regular funcionamento das instituições e evitasse ser arrastado para o conflito, não lhe cabendo coordenar o Governo”.

  • 16:26