País

Famílias vão intentar ação judicial pelas falhas na investigação às mortes no Meco

Estado condenado no caso da tragédia no Meco.

O advogado dos pais do jovens que morreram na praia do Meco entende que o Estado tem de ser responsabilizado, e que as duas pessoas contra quem vão interpor a ação judicial são as responsáveis pelas falhas na investigação.

O recurso do Estado Português no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem foi rejeitado.

O tribunal tinha considerado em janeiro deste ano que a investigação foi ineficaz.

Os pais dos jovens que morreram em 2013 vão agora intentar uma ação judicial por denegação de justiça contra o Estado, contra o procurador de Almada à data e ainda contra a procuradora-geral distrital de Lisboa - Francisca Van Dunem, atual ministra da justiça.