País

Marcelo estará nas cerimónias fúnebres do bombeiro que morreu no combate às chamas

Presidente da República deixou força aos bombeiros que combatem as chamas.

O Presidente da República já apresentou condolências à família do bombeiro que morreu no domingo, no combate ao incêndio de Oleiros.

Em Loulé, Marcelo Rebelo de Sousa fez saber que estará presente nas cerimónias fúnebres.

Bombeiro morreu em acidente com veículo

Diogo Dias, bombeiro de 21 anos, dos Bombeiros de Proença-a-Nova, morreu este sábado, vítima de um acidente de viação durante o combate ao incêndio que deflagrou em Oleiros.

Outros quatro membros da mesma corporação ficaram feridos na sequência desse acidente, um em estado grave.

Quartéis com bandeiras a meia-haste para homenagear bombeiro que morreu em Oleiros

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) anunciou este domingo que as associações de bombeiros do país colocaram as suas bandeiras a meia haste, em homenagem ao operacional

Em comunicado, a LBP expressou "as sentidas condolências à família" da vítima, mas também ao comando e a todos os elementos associação humanitária dos bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova, sublinhando tratar-se de um "trágico desaparecimento.

"O mais profundo sentimento de respeito e solidariedade neste momento tão difícil, com um abraço de amizade e pesar", foi deixado na nota assinada por Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros, na qual o dirigente refere que as bandeiras a meia haste nas sedes das associações ficam a partir de hoje até ao dia do funeral do bombeiro, "como forma de sentida homenagem nacional ao Soldado da Paz falecido em serviço".