País

Primeiro-ministro volta a pedir apoios à Esquerda 

António Costa quer acordo escrito até ao fim da legislatura.  

O primeiro-ministro confirma que o salário mínimo nacional vai aumentar em 2021, mas a subida será menor do que a de 2019. O ano passado aumentou 35 euros.

Vai ser criado um novo apoio social para responder à pandemia da Covid-19 e ainda este ano desce o da eletricidade.

Numa entrevista ao jornal Expresso, António Costa volta a pedir apoio aos partidos à esquerda até 2023.

Governo vai criar novo apoio social para quem teve quebra drástica de rendimentos

O primeiro-ministro diz que este será um novo apoio temporário que pretende, neste período de crise, abranger todos aqueles que não conseguem ser beneficiários do Rendimento Social de Inserção.

O RSI, como é conhecido, teve um aumento de mais de 12 mil beneficiários nos meses mais recentes, subindo para 211 mil pessoas apoiadas. Pelas regras atuais, pessoas agora em extremas dificuldades financeiras geradas pela pandemia não têm acesso a este apoio devido aos rendimentos que tinham antes de crise.

António Costa explica que esta medida vem no seguimento da extensão do subsídio social de desemprego até ao final do ano.

  • Medo, solidão e falta de afetos: como a pandemia lhes mudou a vida

    Coronavírus

    No Dia Internacional do Idoso, contamos a história de duas pessoas que têm em comum a solidão. A de Zulmira Marques, de 92 anos. Há 6 meses era alegre e passeava com as amigas quase todos os dias. Depois veio a pandemia e ficou “completamente sozinha” durante três meses. Agora não quer sair de casa. Tem vários medos. A outra é a de Maria do Céu. Morreu em junho, aos 87 anos. Os últimos dias de vida foram passados numa cama de hospital. Não pôde despedir-se das duas filhas.

    Rita Rogado