País

"Tenho dúvidas" no cumprimento das regras nas imediações da escola. No interior está "garantido"

Yara Nardi

Catarina Marques, jornalista da SIC, entrevista Carlos Banha, diretor da Escola Secundária Fonseca Benevides, em Lisboa, que reabriu esta segunda-feira.

O ano letivo em Portugal Continental arranca durante esta semana, entre dia 14 e 17 de setembro. Os alunos regressam ao ensino presencial interrompido em março devido à pandemia da Covid-19.

Este será um ano diferente do habitual devido às variadas regras que foram implementadas nos recintos escolares, de modo a garantir a segurança dos alunos e para conter a propagação do vírus.

A Escola Secundária Fonseca Benevides, em Lisboa, reabriu esta segunda-feira, e alunos e profissionais mostram-se otimistas com o próximo ano letivo.

Cada escola tem autonomia para adequar as orientações do Governo, sendo que a distância de segurança, a limpeza dos espaços e a utilização de máscara - a partir do 5º ano - são regras fundamentais.

Carlos Banha, diretor da Escola Secundária Fonseca Benevides, afirma que a implementação das medidas no recinto escolar foi realizada sem dificuldades, uma vez que a escola tem boas "dimensões", devido à requalificação a que foi sujeita, e garantiu que é possível cumprir o distanciamento, de pelo menos um metro e meio, entre os alunos.

No entanto, o diretor da escola, admite que, apesar da sensibilização que será feita pelos professores, tem "dúvidas" relativamente ao cumprimento das regras nas imediações do recinto escolar.

"Escola em Segurança". A campanha de sensibilização do Governo