País

Morreu Ricardo Jaquité, atleta internacional de triplo salto, esfaqueado na via pública

Facebook Federação Portuguesa de Atletismo

Esfaqueamento aconteceu no bairro da Arrentela, Seixal.

Ricardo Jaquité, atleta que se destacou no triplo salto, morreu quarta-feira à noite em Almada, na sequência de um esfaqueamento ocorrido na via pública, no bairro da Arrentela, Seixal.

A notícia da morte do internacional português, que tinha 31 anos, foi esta quinta-feira avançada pelo site da Federação Portuguesa de Atletismo, na nota de pesar pelo sucedido. Sporting e Sporting de Braga, dois dos clubes que representou, também apresentaram notas de condolências.

Natural do Seixal, Ricardo Jaquité representou o Cavadas, Pinhalnovense, Casa do Benfica de Faro, Juventude Operária de Monte Abraão, Sporting e Sporting de Braga e chegou a representar Portugal no Europeu de Seleções, em 2017.

De momento sem clube, estava suspenso por ter acusado positivo num controlo antidoping em 2018 e poderia regressar à competição em 10 de fevereiro do próximo ano.

Jaquité terá sofrido golpes de arma branca na zona do abdomén, crânio e costas, desferidos por outro homem, que se pôs em fuga, tendo o alerta sido dado um pouco antes das 19:00. O óbito foi declarado já no Hospital Garcia de Orta, em Almada.