País

Apoios sociais. Ministra do Trabalho insiste em "injustiça" da AR e fala do Governo de Passos Coelho

Governo assume que não chegam "a todo o lado".

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social insiste que o alargamento dos apoios sociais pela Assembleia da República tornou a atribuição mais injusta.

Ana Mendes Godinho esteve esta terça-feira de manhã no Parlamento, numa audição conjunta com o ministro da Economia sobre apoios económicos e sociais.

Confrontada pelo PSD sobre as falhas nos apoios, respondeu que foi o Governo de Passos Coelho que não protegeu o emprego durante os tempos da troika.

Não era a primeira vez que lembrava os anos de Passos Coelho para responder ao PSD que foi graças a medidas como o lay-off que o Governo foi eficaz a segurar empregos.

Sobre as empresas, o ministro da Economia, Siza Vieira, reconheceu que se os apoios não chegam a todo o lado, o Governo já o sabia e recusa ter poupado nos esforços.