País

Morte de Ihor Homeniuk: o julgamento

As alegações finais do julgamento dos três inspetores do SEF foram conhecidas hoje.

O julgamento da morte de Ihor Homeniuk começou há cerca de dois meses. O médico que autopsiou o cidadão ucraniano deu um dos principais testemunhos e defendeu que a morte de Ihor aconteceu por asfixia lenta provocada pelas agressões.

Em tribunal, os três inspetores do SEF negaram ter matado o ucraniano no Aeroporto de Lisboa.

O Ministério Público (MP) pediu hoje a condenação dos três inspetores do SEF acusados da morte de um passageiro ucraniano a penas de prisão entre oito e 16 anos pelo crime de ofensas corporais graves, agravada pelo resultado (morte).

Tendo em conta o grau de culpa de cada um dos inspetores do SEF acusados, nas alegações finais do julgamento, a procuradora Leonor Machado pediu para os arguidos Duarte Laja e Luís Silva uma condenação entre 12 e 16 anos de prisão, mas de preferência não inferior a 13 anos.