País

Oficiais de Justiça iniciam greve de 15 dias no Juízo de Execução de Lousada

Contestam o projeto de revisão do Estatuto dos Funcionários de Justiça e ameaçam com novas paralisações a nível nacional.

Os oficiais de Justiça começaram, esta quinta-feira, uma greve de 15 dias no Juízo de Execução de Lousada.

Aos nove funcionários do Juízo de Execução de Lousada juntaram-se outros oficiais de Justiça e alguns membros do sindicato. Ficaram todos à porta do tribunal em protesto contra o projeto de revisão do Estatuto dos Funcionários da Justiça.

Os oficiais de Justiça garantem que estas alterações são o oposto daquilo que chegaram a acordar com a ministra da tutela e ameaçam, por isso, endurecer as formas de luta. Por exemplo, com uma greve nacional nos juízos envolvidos no processo das próximas eleições autárquicas durante o mês de agosto. No entanto, para já a greve é só em Lousada.