País

"Ainda ontem um carro me bateu na bicicleta e seguiu." Ciclistas pedem mais segurança e fiscalização

Centenas de ciclistas em vigília em memória pelas vítimas da sinistralidade.

Centenas de ciclistas fizeram este sábado vigilias, em Lisboa e no Porto, em memória das vítimas da sinistralidade rodoviária. Pedem mais segurança, mais fiscalização e mais atenção por parte dos condutores.

Foi o acidente de Patrícia Paradizo que reacendeu a discussão sobre a sinistralidade rodoviária envolvendo bicicletas. A mulher, de 37 anos, estava grávida e morreu há uma semana enquanto circulava de bicicleta numa avenida em Lisboa.

Em 2019, morreram 26 ciclistas e 106 ficaram gravemente feridos enquanto circulavam na via pública. Os utilizadores de bicicletas pedem ao poder político que assuma a responsabilidade pela falta de segurança nas ruas. Querem que o Governo e autarquias tomem medidas urgentes para reduzir os atropelamentos.

Um grupo de cidadãos lançou uma petição que está na fase de recolha de assinaturas para pedir mais campanhas de sensibilização, o reforço da fiscalização e a elaboração de uma Carta Nacional dos Direitos do Ciclista.