País

Detenção de Luís Filipe Vieira. “O Benfica não pode ser arrastado por problemas pessoais”

Bruno Costa Carvalho considera que Vieira devia demitir-se do cargo de presidente do clube.

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, foi esta quarta-feira detido. Pelo menos cinco pessoas foram detidas, uma delas de Braga. Bruno Costa Carvalho, candidato à presidência do Benfica, considera que Viera não tem condições para continuar no cargo.

“Neste momento o Benfica não pode ter um presidente que é detido. Não pode o Benfica, nem qualquer empresa cotada”, diz Bruno Costa Carvalho.

Para o adversário, a principal preocupação deve ser manter o nome do clube, considerando que Luís Filipe Vieira deveria demitir-se.

“Eu acho que o Luís Filipe Vieira tem de tirar a conclusão obvia do que está aqui a passar. Eu pergunto se isto fosse na EDP ou na Galp e o presidente fosse detido, se teria condições para ser presidente no dia seguinte. Eu tenho sérias dúvidas que pudesse. Ou se um ministro que é detido pudesse continuar a ser ministro”, reforçou.

A direção do clube da Luz convocou uma reunião de emergência para esta quarta-feira, para abordar a situação que envolve Vieira. Bruno Costa Carvalho considera que esta reunião “não mais passará, se calhar, de um ato de solidariedade para com o presidente”. Para além de Vieira, o candidato considera que toda a direção deverá afastar-se e deverão ser convocadas novas eleições.

Veja mais: