País

Luís Filipe Vieira terá prejudicado o Estado em pelo menos 45 milhões de euros

Ex-administrador e jurista do Novo Banco terão sido informadores de Vieira.

Luís Filipe Vieira terá prejudicado o Estado em pelo menos 45 milhões de euros em apenas um dos negócios visados pela investigação.

O Ministério Público diz que recebeu informações privilegiadas de um administrador e de um jurista do Novo Banco.

Vítor Fernandes foi administrador do Novo Banco até outubro do ano passado. O Ministério Público diz que terá sido um dos informadores de Luís Filipe Vieira e do filho, bem como
Álvaro Neves, jurista do banco.