País

Paixão pelo futebol cola políticos a Luís Filipe Vieira 

Presidente do Benfica contou com apoio de vários políticos.  

São várias as figuras políticas que, por serem benfiquistas, estiveram em vários momentos ao lado de Luís Filipe Vieira.

A paixão pelo futebol arrastou para a comissão de honra à recandidatura de Luís Filipe Vieira nomes de peso, na política, a começar pelo primeiro-ministro. O coração benfiquista colou também o presidente da câmara de Lisboa à polémica. Tanto António Costa como Fernando Medina já tinham estado ao lado de Vieira, noutras eleições.

Duarte Pacheco, do PSD, Telmo Correia, do CDS, o presidente do Câmara do Seixal pela CDU, Joaquim Santos, foram outros nomes da política que "deram a mão" a Vieira, no passado.

Luís Filipe Vieira detido

Luís Filipe Vieira foi detido e vai ser esta quinta-feira presente ao juiz Carlos Alexandre para primeiro interrogatório judicial. O presidente do Benfica passou a noite no estabelecimento da PSP em Moscavide.

O Ministério Público está a investigar negócios e o financiamento de um montante superior a 100 milhões de euros, que terão lesado o Estado e várias sociedades. Em causa estão crimes de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento.

Além de Luis Filipe Vieira, outras três pessoas foram detidas. O filho Tiago Vieira, António dos Santos, o empresário e sócio do dirigente, também conhecido como "o rei dos frangos", e Bruno Macedo, um agente desportivo de Braga.

Em declarações aos jornalistas, o advogado do presidente do Benfica diz que Vieira está tranquilo e que, se for necessário, a defesa está pronta a recorrer. Magalhães e Silva diz que o Ministério Público apresentou pressupostos que podem justificar a prisão preventiva.