País

Morreu Constança Braddell, a jovem que sofria de fibrose quística 

Anúncio feito pela família.

Constança Braddell, a jovem que sofria de fibrose quística, morreu este domingo, aos 24 anos.

A estudante estava internada há três semanas nos cuidados intensivos, com um prognóstico muito incerto.

O anúncio foi feito pela família da jovem, através de uma publicação nas redes sociais.

Instagram

Constança Braddell – a jovem que sofria de fibrose quística e que, há uns meses implorou nas redes sociais por um medicamento inovador no combate à doença – estava há três semanas nos cuidados intensivos com prognóstico muito incerto. Um pneumotórax terá desencadeado o agravamento do estado de saúde da jovem.

O quadro clínico de Constança Braddell agravou-se depois de ter sido detetado um pneumotórax, que acontece quando se dá a entrada de ar na pleura, a membrana que cobre os pulmões.

Na altura, a irmã, Vera Salvador Marques, disse à SIC que a Constança estava a ser acompanhada por um leque diversificado de especialistas que tentavam, a todo o custo, reverter a condição clínica da paciente. Acrescentou também que ainda não estavam apuradas as causas deste agravamento do estado de saúde.

Com o apelo que fez nas redes sociais, a jovem desencadeou uma campanha para que o Katfrio – um medicamento novo e extremamente caro que trava a progressão da fibrose quística – fosse atribuído, de forma excecional, a um conjunto de doentes que reunissem as condições para o receber.