País

Governo quer atingir 60% dos jovens com 20 anos a estudar até 2030

Manuel Heitor admite voltar a aumentar o número de vagas ao ensino superior.

O Governo aumentou, pelo sexto ano consecutivo, o número de vagas no ensino superior. No entanto, para responder à procura dos estudantes que foi registada no ano passado, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior admite que pode aumentar ainda mais este número.

2020 foi o ano com mais candidato ao ensino superior em 25 anos. Na altura, para responder à procura, o Ministério de Manuel Heitor aumentou o número de vagas.

Este ano, para antecipar o prejuízo, o Governo abriu 52.242 vagas ao ensino superior, mais 834 do que em 2020. Um esforço que vai ao encontro da meta do Governo para 2030: ter 60% dos jovens com 20 anos a estudar

A Universidade do Porto e a Universidade de Lisboa são as instituições que ganham mais vagas este ano. O que rompe com a tendência de diminuir as vagas no litoral para favorecer a procura nas universidade do interior.

Sobre o aumento da procura de cursos superiores, Manuel Heitor diz que nunca vão haver licenciados a mais, embora a oferta do mercado de trabalho continua a ser um ponto de interrogação para muitos.

A primeira fase do concurso de acesso ao ensino superior decorre entre os dias 6 e 20 de agosto.

Veja mais: