País

Antigo bancário condenado 20 anos depois de desfalque a clientes

Divulgacao

Desfalque está avaliado em 250 mil euros.

Um antigo bancário foi esta sexta-feira condenado por um desfalque de 50 mil contos (250 mil euros), feito há 20 anos, a vários clientes do balcão de um banco em Alfândega da Fé, no distrito de Bragança.

O processo foi desencadeado por queixas de vários clientes e durante 18 anos o arguido não compareceu perante a Justiça, estando na condição de contumaz, o que fez com que não prescrevesse o crime de abuso de confiança de que foi acusado.

Há dois anos, apresentou-se em tribunal por iniciativa própria e teve, depois, início o julgamento que culminou, esta sexta-feira, com a condenação a cinco anos de prisão, com pena suspensa por quatro anos.

O Tribunal entendeu que, passados 20 anos, já não se justifica uma pena de prisão efetiva, mas decretou que terá que pagar cinco mil euros a duas instituições de solidariedade, se cometer algum crime durante os quatro anos em que a pena está suspensa.

A sentença dá como provado que o antigo bancário, agora com 57 anos, fez "vários desvios" de dinheiro de clientes do balcão de Alfândega da Fé da Caixa Agrícola, num valor total de 50 mil contos (250 mil euros).

Segundo ainda o tribunal, o arguido devolveu "uma parte" deste montante "e outra parte, não".

Veja também: