País

Ministra da Saúde nega falta de abertura para negociar com sindicatos

Rogério Esteves

Rogério Esteves

Repórter de Imagem

Marta Temido explica que é normal ser o secretário de Estado a receber os sindicatos.

O Governo vai receber nas próximas semanas os sindicatos que representam os diferentes grupos de profissionais de saúde, numa altura em que já estão marcadas quatro greves até meio de novembro.

Nem todos os profissionais de saúde vão ser recebidos pela ministra da Saúde, Marta Temido, uma decisão que o Sindicato Independente dos Médicos tem criticado.

A governante nega falta de abertura para dialogar e explica que "os temas de recursos humanos são acompanhados pelo gabinete do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, que representa o Ministério da Saúde para efeitos de reuniões".

Marta Temido garante ainda que compreende as reivindicações dos sindicatos, mas lembra que "não é possível colocar tudo ao mesmo tempo em cima da mesa, por mais que a reivindicações sejam justas".

VEJA TAMBÉM: