País

Suspeitos de disparo em escola de Loures são de grupo rival

Rapaz foi para o hospital e não corre risco de vida.

Um jovem de 16 anos foi esta terça-feira baleado, numa escola de Loures. Ao que tudo indica, na origem terão estado divergências entre grupos rivais.

Os alunos da Escola Secundária José Cardoso Pires falam em "minutos de medo" e "receio" de represálias.

Pouco depois da hora de almoço, pedras e garrafas foram arremessadas para o interior da escola, por cerca de 10 jovens e pelo meio ouviu-se um disparo. Um adolescente de 16 anos foi atingido e caiu no recreio com uma bala alojada no joelho.

A vítima, fazia parte de um grupo de música dril, um estilo musical associado aos gangues, com letras de cariz violento e elementos que, por norma, atuam de cara tapada. Estava na escola a convite da lista concorrente à Associação de Estudantes.

O disparo terá sido feito por elementos de um outro grupo rival, também de música dril, que tentou entrar na escola, mas foi impedido pelos funcionários.

A PSP foi chamada ao local.

O jovem baleado foi transportado para o hospital e não corre risco de vida.