País

Moedas quer mais "polícia na rua" em Lisboa e pede ao Governo esquadras móveis em zonas problemáticas

Loading...

Pedido foi feito no domingo ao ministro da Administração Interna.

O Presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, quer que a polícia seja mais visível na cidade. Admite que, enquanto não são contratados mais efetivos, a solução pode passar por pedir ajuda a outras entidades, como a GNR.

O autarca pediu ao Governo postos de polícia móveis para zonas turísticas mais problemáticas da cidade, onde se têm registado problemas de violência, anunciou o autarca.

O pedido foi feito no domingo ao ministro da Administração Interna, revelou Carlos Moedas (PSD) após uma reunião de emergência do Conselho Municipal de Segurança, na qual esteve a PSP de Lisboa e a Polícia Municipal, convocada pelo autarca.

"Peço ao Governo que tem de haver mais visibilidade da polícia nesta cidade. Ofereço aqui, desde já, ao Governo a capacidade de podermos ter postos móveis, ou seja, esquadras móveis, na cidade. As pessoas não estão a ver a polícia na rua e eu ofereço ao Governo a capacidade de o fazer", disse.

Moedas defendeu que estes postos móveis devem estar nos sítios onde existe mais turismo e mais ocorrências, nomeadamente no Cais do Sodré e no Bairro Alto.

O autarca afirmou que esta reunião de urgência com as autoridades surge na sequência de queixas de existência de violência nestes locais, nomeadamente mais uma morte ocorrida neste fim de semana.

Últimas Notícias
Mais Vistos