País

“Sérgio Figueiredo vai trabalhar para a imagem do Governo. O resto é enganar-nos"

Loading...

A análise de José Gomes Ferreira à contratação de Sérgio Figueiredo como consultor do Ministério das Finanças.

José Gomes Ferreira analisou, esta terça-feira na SIC Notícias, a polémica contratação de Sérgio Figueiredo para o Ministério das Finanças e afirmou que a “real” função do ex-diretor da TVI é “trabalhar para a imagem do Governo”.

"É isto que ele vai fazer e é isto que ele sabe fazer. Tudo o resto é enganar-nos", disse.

O ex-diretor da TVI foi contratado para a função de consultor estratégico para fazer a avaliação e monitorização do impacto das políticas públicas.

Nascido em 1966, Sérgio Figueiredo já foi diretor do Diário Económico e do Jornal de Negócios, tendo também trabalhado para o canal televisivo RTP2. Entre 2007 e 2014 foi diretor da Fundação EDP e, entre 2015 e 2020, foi diretor de informação da TVI.

Questionado pela SIC, o Ministério das Finanças confirma a contratação por "ajuste direto" e que tem a "duração de dois anos". Quanto à remuneração é "equiparada e limitada ao vencimento base do Ministro das Finanças", ou seja, Sérgio Figueiredo irá auferir um ordenado ilíquido equivalente ao vencimento mensal de um ministro, correspondendo a 4.767 euros. Sérgio Figueiredo terá começado a desempenhar as suas funções a 29 de julho.

Últimas Notícias