País

Material escolar: pais pedem mais apoios ao Estado

Loading...
Um cabaz de artigos essenciais passou a custar mais 15 euros do que no ano passado.

O material escolar teve um aumento de 16,5% em relação a 2021, uma consequência da inflação. As famílias preparam o início do ano letivo e pedem mais apoios ao Estado.

De acordo com a análise do comparador de preços online KuantoKusta, um cabaz de artigos essenciais passou a custar mais 15 euros do que no ano passado.

Nos artigos mais procurados, as maiores subidas de preço foram nos estojos (+42,86%), nos cadernos A4 (+26,54%) e nas mochilas (+10,81%).

Os encarregados de educação com filhos no ensino público que ainda não levantaram os livros escolares podem ir levantar os novos nas livrarias aderentes e os usados nas escolas.

Foram reutilizados cerca de 65% dos mais de cinco milhões de manuais escolares distribuídos no ano letivo passado, até ao início de agosto.

Últimas Notícias
Mais Vistos