País

SNS pagou quase 718 milhões em 2021 às entidades convencionadas do setor social e privado

Loading...
É um acréscimo de 50% face a 2020.

No ano passado, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) pagou 718 milhões de euros às entidades convencionadas do setor social e privado, um acréscimo de 50% face a 2020, o primeiro ano da pandemia.

Do relatório anual de acesso aos cuidados de saúde, ressalta também a falta de comparência dos utentes nos rastreios da mama, cólon e reto.

Rastreios

Com os meios do Serviço Nacional de Saúde sugados pela pandemia, os rastreios dos cancros da mama, colo do útero, cólon e reto ficaram para segundo plano em 2020 e ainda em 2021.

O relatório anual do acesso aos cuidados de saúde no SNS e entidades convencionadas mostra que muitos utentes também não responderam aos convites para o rastreio oncológico.

Por exemplo, mais de 650 mil mulheres tiveram a oportunidade de fazer exames para detetar o cancro da mama, mas apenas 54% aceitou fazê-lo.

Os utentes convidados a fazer o rastreio do cancro do cólon e reto tiveram comportamento idêntico. Dos quase 400 mil convocados, apenas metade compareceu ao exame.

Outros dados

Em 2020, o SNS foi dominado pela luta contra o coronavírus. No ano seguinte, já havia sinais de retoma.

Houve mais primeiras consultas externas nos hospitais (17,3%), mais cirurgias programadas (25,6%) e mais episódios de urgência (14,1%) e aumentaram as consultas de saúde mental com mais registos de depressão e ansiedade.

Nem tudo foi negativo. Atingiu-se em 2021 uma meta traçada para 2030: diagnosticar 95% dos doentes com VIH.

Reduziram as notificações de casos de tuberculose até porque aumentou e muito o tempo de espera do diagnóstico da doença.

O estado pagou 718 milhões de euros ás entidades convencionadas como o SNS. Mais 48% do que o valor do ano anterior. Grande parte desse total, mais de metade, só em análises clínicas.

Comparando os encargos do SNS com os convencionados, 2021 bateu todos os recordes de despesa.

Numa década a despesa passou dos 450 milhões de euros em 2011 para os 718 no ano passado.

Últimas Notícias
Mais Vistos