País

Até ao Natal, reformam-se mais 600 professores

Loading...
Falta de professores afeta cerca de 75 mil alunos.

O ano-letivo está a ser marcado mais uma vez pela falta de profissionais. Cerca de 75 mil alunos estão sem aulas e pelo menos uma disciplina por falta de professor. A Fenprof alerta que no próximo mês poderá ser ainda pior porque muitos docentes vão para a reforma.

É uma profissão envelhecida e que atrai cada menos jovens. Até ao Natal, fim do primeiro período letivo, está previsto que cerca de 600 professores vão para a reforma.

O ano letivo ainda não arrancou para a maioria. Mas nesta altura, e de acordo com a plataforma de contratação de escola do Ministério da Educação, pelo menos, 75 mil alunos vão ter falhas de aulas.

Um problema de fundo, que para Mário Nogueira, tem de ser resolvido com medidas mais fortes.

O secretário-geral da Fenprof diz que é urgente atrair mais jovens para a profissão e criar melhores condições de trabalho.

As carências concentram-se sobretudo em Lisboa e Setúbal.

As disciplinas de físico-química, matemática, biologia e geologia são as que têm mais falta de professores.

Últimas Notícias
Mais Vistos