País

Pais do bebé que nasceu sem rosto pedem indemnização de 300 mil euros

Loading...

Processo já deu entrada no tribunal.

Os pais da criança que ficou conhecida como o "bebé sem rosto" pedem 300 mil euros de indemnização.

O processo contra o obstetra e a clínica Eco Sado já deu entrada no Tribunal de Setúbal.

Os pais pedem uma compensação pelo dinheiro gasto em tratamentos e pelos danos morais causados também ao bebé, que fez três anos, na sexta-feira.

Através das redes sociais, a mãe, Marlene Simão, revelou que a criança encontra-se bem de saúde: "Não há palavras para descrever o orgulho que tenho neste miúdo", escreveu.

Rodrigo nasceu com graves malformações na cara que não foram detetadas durante a gravidez.

No ano passado, o Ministério Público arquivou o processo do médico acusado de negligência no caso, considerando que não havia provas de que Artur Carvalho tenha praticado algum crime.

O Tribunal de Setúbal entendeu que o médico não era responsável pelas malformações do bebé e que não as podia ter evitado. Considerou que em causa estava apenas o direito à escolha do não nascimento, uma vez que os pais deviam ter sido informados dos problemas de saúde.

O médico acabou por ser expulso pela Ordem dos Médicos e decidiu reformar-se. Com o processo arquivado, Artur Carvalho não foi a julgamento.

Últimas Notícias