País

Acidentes com trotinetes elétricas estão a aumentar e a preocupar

Loading...

Entre 2018 e 2019, 257 pessoas deram entrada no hospital na sequência deste tipo de situações.

Está a aumentar o número de acidentes com trotinetes elétricas em Portugal. Os ortopedistas do Hospital de São José realizaram um estudo com centenas de vítimas e pedem um controlo mais apertado do uso deste tipo de veículos.

É cada vez mais usual andar pela cidade de Lisboa e ver, um pouco por toda a parte, trotinetes elétricas à disposição de quem queira usufruir delas. O aumento da procura por este veículo tem-se refletido no número de acidentes registados.

Há um aumento generalizado no número de acidentados que chegam às urgências. De acordo com dados publicados pelo jornal Público, entre 2018 e 2019, deram entrada nas urgências 257 pessoas, 65 delas com diagnóstico de fratura, das quais 35 com necessidade de intervenção cirúrgica.

É durante os fins de semana que a grande maioria dos casos acontecem, principalmente durante a tarde e a noite. As principais vítimas têm, me média, menos de 40 anos.

Estima-se que a despesa pública com este tipo de acidentes ascenda os 200 mil euros, o que corresponde a uma média de 840 euros por paciente.

Em 2022 os números relativos a acidentados devem aumentar, acreditam muitos médicos. Alertam para a necessidade de um aumento de controlo mais apertado das trotinetes elétricas e pedem ainda uma maior e mais informada discussão pública sobre o uso e regulamentação destes veículos.

Últimas Notícias
Mais Vistos